Arquivos do Blog

Dia Internacional da Mulher

A mulher quase sempre teve papel fundamental na tv. A mulher esteve presente na tv desde a primeira trasmição oficial da tv aberta.

Tudo começou na inauguração da extinta TV Tupi, em 1950, que Lolita Rodriges

Lolita Rodrigues

Lolita Rodrigues

substituiu Hebe Camargo, sua grande amiga de longa data, e cantou o hino especialmente feito para aquela ocasião, o Hino da Televisão Brasileira, com letra do poeta Guilherme de Almeida.

Em 1952, Lolita começou a namorar com Aírton Rodrigues, casando-se alguns anos depois. Tiveram apenas uma filha, a médica Sílvia. Juntos, a partir de 1956 eles apresentavam  durante longos anos, os programas “Almoço com as Estrelas” e “Clube dos Artistas”, na TV Tupi de São Paulo, onde fizeram grande sucesso.

Hebe Camargo

Hebe Camargo

Hebe Camargo foi de muita importância para a TV, ela ajudou o grupo que foi ao porto da cidade de Santos pegar os equipamentos para dar início a primeira rede de televisão brasileira,(Rede Tupi)Foi convidada por Assis Chateaubriand para participar da primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira, no bairro do Sumaré, na cidade de São Paulo, em 1950.No primeiro dia de transmissões da Rede Tupi, Hebe Camargo viria a cantar no início do TV na Taba (que representava o início das transmissões) o “Hino da Televisão”, mais como avia dito, Hebe não pode comparecer ao evento e foi substituída por Lolita. 

Nos dias de hoje a mulher é de muita importância na tv, elas vão de apresentados, a repórter, diretoras, escritoras e muito mais. Veja outras mulheres que estão hoje na tv:

Mulheres

hebe

feliz

Está confirmado: Rita Batista será a apresentadora do programa “A Liga”

Rita Batista esta se preparando para fazer pare de “A Liga” no mês de Março. Tem a estréia previstas para junho na Band.

A  informação foi divulgada logo apos o carnaval, e confirmada nesta semana. Além de Rita, também estarão presentes os apresentadores Thaíde e Cazé.

“Estou feliz em fazer parte de um projeto audacioso, como é ‘A Liga’. Já tem cinco temporadas no ar. É audacioso por colocar o repórter numa situação que a fonte vive. É mais verdadeira a transmissão daquela situação. Quando eu entrei na Band, tinha as minhas pretensões, mas esperei o momento certo. Primeiro a gente faz o que pode, depois a gente faz o que quer”, disse Rita Batista.

%d blogueiros gostam disto: